Bardana

​A Bardana é uma planta medicinal, também conhecida como Bardana-maior, Erva-dos-pegamassos, Pega-moço ou Orelha de gigante, muito utilizada no tratamento de problemas dermatológicos, como acne ou eczemas, por exemplo.

Além disso, a Bardana também pode ser usada para aliviar os sintomas de problemas gastrointestinais, como prisão de ventre ou má digestão.

O nome científico da Bardana é Arctium lappa e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e em algumas feiras livres.

Propriedades da Bardana

As propriedades da Bardana incluem sua ação antibacteriana, fungicida, adstringente, anti-inflamatória, anti-séptica, calmante, cicatrizante e depurativa.

A bardana tem ainda propriedades diuréticas, laxativas, diaforética, estomáquica e antidiabética. Sendo muito utilizada em casos de insuficiência hepática, para “limpeza” do sangue e no tratamento externo de dermatoses.

Conhecida por seu caule encorpado e folhas grandes, costuma-se dizer que tudo da bardana é aproveitável, folhas, sementes e raízes, seja por propriedade medicinal ou culinária, tamanha sua utilidade.

Propriedades nutricionais

Essa planta é rica em proteínas, fibras, cálcio, fósforo, glicídios, vitaminas A, B1 e C, ferro, niacina e riboflavina.

Uma planta cheia de benefícios

Além dos usos mais conhecidos, como o uso externo, a bardana serve para outras indicações, como tratamentos de fígado, nos casos de hepatites e cirrose, além de cálculos biliares. Seu uso como depurativo, para purificar o sangue também é bastante conhecido, sendo usadas suas raízes em decocção. As raízes também tratam doenças reumáticas, sendo excelente antiinflamatório para tratar artrite; problemas renais e digestivos e com ela é preparada uma pomada, para uso externo, para curar eczema, além de uma loção para queda de cabelos. As raízes dessa planta são comestíveis, podendo ser consumidas cruas ou cozidas. No Japão, inclusive, é cultivada uma variedade para o consumo das raízes e, na Europa, os brotos e folhas tenras são consumidos como verduras.

Para o uso externo, as folhas frescas de bardana são aplicadas em cataplasmas que aliviam dores por torções, hemorróidas, picadas de insetos e, em infusão, é excelente para limpar feridas e inflamações da pele. Como tem ação bactericida e antimicótica, as folhas, esmagadas e aplicadas sobre a pele, são remédio ideal para tratar feridas purulentas, úmidas, pruridos, eczemas, herpes simples, seborreias e acne. Ainda em tratamentos da pele, as sementes podem ser utilizadas em infusões ou por decocção para curar problemas crônicos de pele.

Como preparar o chá de bardana

Embora toda a planta costume ser utilizada como alimento, para obter os benefícios medicinais é melhor consumir o chá de sua raiz ou de suas folhas. Para cada xícara de chá, adicione uma colher de chá de bardana. Assim, você encontrará em farmácias e casas de produtos naturais a raiz ou folhas da planta já seca, triturada e pronta para o preparo do chá.

Você pode optar por preparar o chá de bardana de dois meios. No primeiro, leve ao fogo água em quantidade equivalente à quatro xícaras de chá, quando ferver desligue e acrescente uma colher de sopa (rasa) da planta. Tampe a chaleira e deixe descansar por dez minutos. Coe e beba o chá três vezes ao dia, em temperatura agradável; a segunda opção é colocar numa xícara a quantia equivalente a uma colher de chá da planta, e em seguida água fervente para ocupar toda a xícara. Abafe por 10 minutos, então coe e beba normalmente.

Uso culinário

Colha talos e flores antes que estas se abram e os prepare refogados ou crus e temperados com azeite e vinagre (como salada). As folhas e brotos tenros podem ser refogados com espinafre. Obs.: os talos são laxativos, portanto, cuidado com o consumo!

As raízes são estimulantes do sistema nervoso e altamente nutritivas. No Japão, as raízes são usadas raladas, cruas ou refogadas e também em sopas. Também pode-se preparar a bardana como batata.

Contraindicações da Bardana

Seu uso deve ser controlado em gestantes, crianças e pacientes com distúrbios gastrointestinais.

 

A natureza é sempre um grande presente em nossas vidas.

Cuide-se. Seja feliz!

Um abraço,

Denise Mercer

Anúncios

Sinusite e outras ites…

camomila 02-10-13

A sinusite  é um problema caracterizado pela inflamação das mucosas da região do crânio composta por cavidades ósseas ao redor do nariz (os seios da face) e das maçãs do rosto e olhos. Os seios da face são responsáveis por dar ressonância à voz, pois, aquecem o ar que é inspirado e reduzem o peso do crânio, acabando por dar sustentação a ela.

seios paranasais

O revestimento dessa área é feito por uma mucosa semelhante à do nariz, que é farta de glândulas produtoras de muco e também cobertas por cílios com intenso movimento vibrátil, sendo estes condutores dos resíduos que se fixam ao muco, levando-os à área superior do nariz para então eliminá-los.

Alterações que possam impedir o fluxo permanente da secreção mucosa, processos alérgicos e infecciosos em geral promovem a inflamação da região mucosa e fixação de germes, esses aspectos podem preestabelecer um problema de sinusite. Estas por sua vez podem ser de dois tipos, apresentando diferentes sintomas.

A sinusite aguda é acompanhada por dores na cabeça e no seio da face que está comprometido, a dor pode ser pulsátil ou se assemelhar à sensação de peso na cabeça. Em geral ocorre a obstrução nasal e existe secreção amarelada ou até esverdeada, em alguns casos podem ser sangrentas. Outros sintomas que podem estar associados  são: cansaço, coriza, dores musculares, febre, tosse e perda de apetite.

Já a sinusite crônica apesar de acompanhar os mesmos sintomas, costuma ter grande variação de intensidade e ter ausência das dores nos seios da face e da febre. Em contrapartida, a tosse costuma ser o sintoma mais predominante, sendo geralmente noturna e aumentando a intensidade quando a pessoa se deita.

Para aliviar os sintomas existem alguns chás que podem ajudar…

O chá de camomila é um chá caseiro para sinusite crônica, aguda e alérgica pois ele age diretamente contra a congestão nasal, ou seja, ele tem o efeito de um descongestionante e vai conseguir destrancar o seu nariz e limpar todas as suas vias respiratórias. Além de “destrancar” o nariz este chá é ótimo para minimizar a dor de cabeça e na face causada pela sinusite já que tem o poder de ajudar a eliminar as secreções dos seios da face.

cha-caseiro-sinusite_camomilaA camomila tem muitas propriedades, entre elas: antialérgicas, anti-inflamatórias, antibacterianas, antiespasmódicas, antifungicas, antipiréticas, antissépticas, diaforéticas (induz a transpiração e a eliminação de toxinas), febrífugas, além dos efeitos calmantes e sedativos já muito conhecidos, cicatrizante e ajuda também a acalmar a mucosa nasal. A camomila pode ser utilizada internamente ou externamente.

Curiosidade – Christian Friedrich Samuel Hahnemann, fundador da homepatia, foi o primeiro homem a introduzir a camomila como remédio homeopático. A erva é nativa da Europa, Ásia e África do Norte, no entanto, seu cultivo se difundiu pelo mundo inteiro e atualmente é umas das plantas medicinais mais consumidas na forma de chá. É utilizada desde o Egito antigo, onde era considerada uma planta milagrosa, sendo aplicada no tratamento de todos os tipos de enfermidades. Toda a planta é aproveitada, sendo colhida na época de floração. A Matricaria chamomilla = Chamomilla recutita faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil.

Como preparar o chá – coloque uma colher de sopa de flores de camomila em um litro de água fervente, deixe descansar tampado por 15 minutos. Coloque numa garrafa térmica e vá tomando durante o dia. Antes de beber, aproveite para inalar o vapor do chá. A inalação do vapor é boa para crianças também.

Outras plantas que podem ajudar na sinusite e outras ites são:

  • Canela
  • Cidreira
  • Cravo
  • Eucalipto
  • Gengibre
  • Hortelã
  • Louro
  • Menta
  • Suco de Limão
  • Tomilho
  • Tanchagem

O modo de preparo do chá é o mesmo da camomila.

Desfrute o prazer de uma xícara quentinha de chá e sinta-se melhor!

Um grande abraço, Denise Mercer

Chá das bruxas – no creo, pero que las hay, las hay….

cup_of_teaPara comemorar o dia internacional das mulheres, resolvi ensinar a fazer este chá delicioso que auxilia a entrar em conexão com a nossa mais profunda essência.

Você precisará dos seguintes ingredientes:

* gengibre

* cravo em flor

* canela em pau

* anis estrelado

* sementes de erva-doce

* maçã seca

* abacaxi seco

* hibisco seco

* artemísia seca

Modo de preparar: em fogo baixo, coloque para ferver um litro e meio de água junto a uma colher de chá de cravos da índia, um pedaço de canela em pau, duas estrelas de anis, um pedaço (uns 2 cm) de gengibre e as sementes de erva-doce (uma colher de chá). Quando levantar fervura, acrescente as frutas secas (uma colher de sopa cheia de cada uma), deixe ferver mais uns sete minutos e acrescente o hibisco (uma colher de sopa) e a artemísia (uma colher de chá). Deixe no fogo mais uns três minutos. Desligue e deixe tampada a chaleira por uns cinco minutos. Coe e sirva o chá na sua xícara preferida.

Sente-se num lugar confortável e silencioso, segure a xícara em suas mãos e concentre-se naquilo que precisa para o momento. Paz, clareza mental, um pouco de paixão… enfim, o que o seu coração estiver pedindo. Tome o chá aos poucos, desfrutando o sabor e esse delicioso momento consigo mesma.

Seja feliz sempre!

Denise Mercer