Colar de âmbar

colar-de-ambar-bem-me-querO Âmbar da zona do Báltico é conhecido por reduzir a acidez no corpo humano de uma forma totalmente natural.

Este Âmbar tem sido usado durante séculos como um remédio natural para o alívio da dor , para promover a rápida cicatrização e estimular o sistema imunológico seja em crianças ou adultos.

As suas propriedades analgésicas e anti-inflamatórias tornam-no ideal como um produto natural (sem drogas) para bebês e crianças.

Esta resina natural era usada na medicina da Grécia Antiga por suas propriedades curativas. Inclusive estes colares são indicados para quem tem artrite, enxaqueca e refluxo.

É conhecido também pelos antigos como um potencializador de boas energias e protetor das menos boas.

No bebê, o uso constante do colar ou da pulseira de âmbar ajuda a reduzir os sintomas mais comuns relacionados com a dentição, tais como: vermelhidão nas bochechas, gengivas inchadas, assaduras, febre, erupções cutâneas e febres – este âmbar é, há muitos séculos, tradicionalmente usado na Europa (em especial países do norte à volta do Báltico).

Você pode comprar ou fazer o colar ou a pulseira. Mas para usar o colar nos bebês, são necessários alguns cuidados como:

– entre cada conta ter um nó para que se houver o acidente de o cordão se partir cair no máximo 1 conta;

colar de ambar_nó entre cada conta– utilizar um fecho de rosca ou de encaixe, em plástico, coberto com âmbar para que a criança não consiga abrir. O fecho de encaixe solta-se facilmente caso a criança engate em alguma coisa, evitando assim o sufocamento;

colar de ambar_fecho encaixe ambar-necklace-clip – com 33cm dificilmente se prende a alguma coisa ou eles conseguem levar à boca;

– recomenda-se que a criança não durma com o colar (pois é um longo período sem supervisão de um adulto);

– as propriedades benéficas do âmbar acontecem quando este está em contacto com a pele.

É importante evitar o contato com produtos químicos. A água do mar não danifica em absoluto o âmbar assim como a água limpa. O colar deve ser sempre muito bem seco e preferencialmente ao Sol – também por causa do fio de algodão com que é construido.

Como identificar o âmbar verdadeiro.

Não é muito difícil de diferenciar as imitações em plástico ou copal (resinas jovens). Aqui estão alguns testes simples:

1. O copal e o plástico não toleram solventes. Coloque 1 ou 2 gotinhas de acetona ou álcool numa das contas do colar de âmbar ou da pulseira de âmbar. Se a superfície ficar viscosa, pegajosa ou retirar/alterar a cor mel, pode acreditar que não é âmbar. O âmbar não se altera e não se dissolve perante este tipo de dissolventes. Este é um dos testes simples que pode fazer sem danificar o colar do seu bebé.

2. O âmbar não derrete. Ele queima devagar como incenso. O copal e o plástico derretem. No entanto enquanto o plástico deixa um cheiro horrível quando é queimado, o cheiro do copal pode ser muito idêntico ao do âmbar. O âmbar tem um cheiro doce, parecido com o pinho, muito agradável, quando é queimado – por esta razão foi utilizado durante séculos como incenso. (Recomendaria que não fizessem este teste com os colares já que poderão queimar também o fio que une as contas).

3. O âmbar boia na água salgada. Esta é a razão de facilmente nas praias da Costa Báltica se encontrar âmbar, especialmente depois de tempestades. O âmbar é libertado de uma camada muito profunda do Oceano – blue earth. Para fazer este teste misture 1 parte de sal com 2 partes de água e dissolva completamente o sal. Coloque uma peça de âmbar na mistura. Plástico e copal afundarão enquanto o âmbar flutuará.

4. O âmbar é «morno» ao toque (as imitações em vidro serão sempre mais frias que a sua pele) e tem eletricidade estática. Corte pedacinhos pequenos de papel e espalhe os numa mesa, pegue uma peça de âmbar e esfregue em lã, aproxime-a em seguida aos pedacinho de papel – estes serão atraídos como íman pelo âmbar.

O âmbar tem diferentes tonalidades e do ponto de vista terapêutico isso não tem influência. O que é importante é que seja âmbar natural do báltico já que é este o que tem a maior concentração de ácido sucínico responsável pelos benefícios terapêuticos. As cores são portanto uma questão de gosto pessoal e estética.

Quanto aos modelos, é apenas a forma em que foram polidas e moldadas as peças de âmbar. Normalmente quanto mais pequenas ou perfeitas as contas forem mais caro se torna o colar. O aspecto limpinho e mais brilhante é resultado do polimento que é feito ao ser trabalhado. Os modelos são portanto também uma questão de gosto pessoal.

Em relação à limpeza do colar (ou outra peça de joalheria com âmbar) deve usar-se um pano ou flanela macia e água limpa – idealmente deve secar ao Sol.

Deve ser guardado, de preferência, num saquinho de tecido.

É isso aí, vamos nos cuidar e cuidar dos que nos são caros.

Em Curitiba, você pode encontrar pedras preciosas e semi-preciosas nos seguintes endereços:

* A GRUTA – pedras preciosas e semi-preciosas
Av. Manoel Ribas, 5175 – Santa Felicidade
Fone: (41) 3374-4646.
 
*Pietra Nobile Gemas Minerais
Pç Garibaldi 39 São Francisco
Fone: (41) 3223-2501

 

Grande abraço, Denise Mercer.

Pedra azul escuro – Sodalita

Sodalita

A sodalita fortalece o sistema nervoso, clareia o intelecto, ajuda na solução de antigos padrões de pensamento, proporcionando confiança e força para defender o próprio ponto de vista. Estimula a força mental, percepção extra-sensorial e a projeção da vontade. Pode também desenvolver a clarividência.

Trata-se de um dos despertadores do terceiro olho, que prepara a mente para o recebimento da visão interior e do conhecimento intuitivo. Constitui a mais densa e assentada das pedras de azul intenso e extrai pensamentos profundos desobstruindo a mente para que funcione apropriadamente.

Quando a mente se acalma, pode-se obter maior perspectiva e compreensão. A sodalita proporciona a mente a habilidade de pensar de forma racional e intelectual para chegar conclusões lógicas. A sodalita ajuda a remover antigos padrões mentais do subconsciente para abrir caminho ao pensamento consciente.

Essa pedra assemelha-se ao intenso azul-escuro do céu noturno, quando se viaja para o fundo da mente, como o sono, e se volta revigorado com maior compreensão e perspectiva. Suas linhas e manchas brancas simbolizam a luz espiritual que surge quando se equilibra a mente.

Pedra de direcionamento mental, do objetivo e da intenção. Estimula a coragem e a persistência nestas metas e objetivos. Promove a clareza mental e a absorção dos conhecimentos necessários para tornar os objetivos realizáveis.

Acalma, interioriza, traz a paz interior, mas não aquela que anestesia, e sim a paz que faz a pessoa sentir-se muito segura de si, e começa então a colocar em prática seus propósitos que almeja atingir.

Deve-se usá-la dentro do seu campo áurico  como, por exemplo, num pingente, num colar, num anel ou dentro do bolso.

Seja feliz sempre,

Denise Mercer.

Pedra da lua

Pedra da Lua: A pedra da Espiritualidade!

A Pedra da Lua tem forte ligação com as energias lunares e é usada desde a antiguidade para intensificar as capacidades psíquicas e aumentar a clarividência.

Do ponto de vista emocional, ela reduz problemas de estresse e estabiliza as emoções.

Em relação ao físico, esta pedra tem fortes e positivos efeitos sobre o ciclo reprodutor feminino, ajudando a estabilizar desequilíbrios no mesmo. Para os homens ela auxilia reduzindo os efeitos nocivos do estresse no dia a dia.

Ainda, ela está ligada a glândula pineal, aumentando e equilibrando as suas capacidades, melhorando assim a nossa intuição e mediunidade.

Elas ocorrem principalmente na Índia e Bangladesh, e como característica, tem um efeito de gerar um reflexo parecido com a tonalidade da Lua, sendo que algumas geram ainda belos e mágicos Arco Íris.

Seja feliz,

Denise Mercer.

Ametista

Ametista: O Cristal da Criatividade, Proteção e Espiritualidade!

Derivada da palavra grega “Amethistos”, que significa “não ébrio”, as antigas civilizações já utilizavam as Ametistas contra as más energias, a embriaguez e para afastar más influências.

Este Cristal, por estar ligado ao sexto chacra (também conhecido por terceira visão), é capaz de ampliar a intuição, a criatividade e os dons mediúnicos. Por esta razão, é recomendada para meditação e para pessoas que trabalham com a percepção, como terapeutas, médiuns e guias espirituais em geral.

É indicada também para atividades que exijam a criatividade com as artes em geral, publicidade, música, pitura, teatro, etc.

Além destes efeitos as Ametistas podem melhorar o sono e os sonhos se colocadas dentro ou debaixo do travesseiro e podem ser utilizadas também para problemas de memória e atenção.

Por todas estas razões e por sua beleza, é uma boa ideia manter uma delas conosco e ter uma em casa, empresa e em consultórios!

Grande abraço, Denise Mercer.

Citrino

O Citrino é um quartzo, uma pedra semi-preciosa brasileira.

É considerado como a ‘pedra da riqueza’, pois atrai muita prosperidade, sobretudo material.

Por isso é recomendável carregar consigo um pequeno Citrino, ou ter em casa exemplares dele espalhados pela decoração.

Seu poder é tão grande que ele é uma pedra ‘auto-limpante’ e que tem ainda a capacidade de carregar e limpar as energias de outras pedras e cristais.

Ele é um Cristal que está ligado ao elemento fogo e ao Sol, por isso é excelente para ser usado no início de um ciclo, de um projeto, ou de uma nova fase da vida.

É um grande equilibrador emocional, amplia o pensamento, pode ser usado na meditação, para rejuvenescer o físico e eliminar formas tóxicas de pensamento.

Aumenta a autoconfiança e o contato com o Eu Superior. No corpo físico ele regenera o metabolismo, depura o fígado, e auxilia a digestão.

Fortalece também os cabelos, sobretudo os mais fracos e quebradiços. Para crianças, ajuda na formação clara do Eu e da personalidade.

Um abraço, Denise Mercer.