Quinto nivel de iniciación

Mensaje de Elohim

Ha sido confirmado por parte del Consejo de Elohim, que ya son más de 144,000 personas sobre la Tierra que han sido iniciadas en el quinto nivel, que han alcanzado y están ahora viviendo en la Conciencia Crística.

Al quinto nivel de iniciación se le conoce como la “Resurrección”. En este nivel se demuestra la total maestría sobre la atracción de la materia. Regresamos completam

ente a la Monada y nos unimos con el Grupo YO SOY mientras retenemos una forma física “cuerpo de luz”. Éste es el logro de la conciencia de quinta dimensión, la cual se caracteriza por la experiencia de unidad.

144,000 era el número requerido para activar el avance masivo de la raza, incluyendo el gran efecto dominó entre todos los Servidores de Luz Planetarios, el cual alcanza ya varios millones. Esta frecuencia armónica es capaz de fortalecer enormemente y elevar al resto de nosotros (y la humanidad) hacia las experiencias directas de la Conciencia Crística a medida que continuamos avanzando hacia las siguientes iniciaciones.

El Elohim ha subrayado que muchos de nosotros alcanzarán la Conciencia Crística a finales de este año 2012, apoyados por mayores niveles de Intervención Divina. En otras palabras, el momentum para el movimiento mundial denominado “La Raza YO SOY Avatar” marcha según el plan.

Dicen que, como un campo de fuerza grupal, estamos activados y hemos avanzado lo suficiente en nuestros niveles de pureza y que nuestra capacidad de crear es más poderosa de lo que imaginamos. Nos alientan a crear ahora en mayores proporciones desde la conciencia grupal y a tomar una mayor acción en la escena mundial abriendo así un mayor número de portales de luz en todas las regiones geográficas.

También nos hacen notar que la Rejilla Cristalina está ahora totalmente activada a los niveles que se pretendían en relación a su habilidad de sostener la ascensión del cuerpo Terrestre y el avance de nuestra raza. Nos recuerdan que el vasto potencial de esta matriz cristalina es infinito y en continua evolución tal como lo es nuestra propia consciencia.

Es importante entender que nuestras iniciaciones finales en la Conciencia Crística, iniciaciones 4-5 no pueden ser tomadas hasta que las iniciaciones 1-3 hayan sido concluidas y exista un firme dominio sobre el cuerpo-personalidad y nuestro libre albedrío haya sido entregado completamente. Una vez más, esto es por nuestra propia seguridad, ya que también evita el uso inadecuado del poder revelado.

Hasta que la Conciencia de Grupo YO SOY tenga control total sobre el cuerpo-personalidad, y hayamos alcanzado personalmente el 4to nivel de iniciación, tendremos total autoridad y podremos ejercer verdadero control sobre la vida elemental y el Fuego Sagrado.

Si bien tenemos un gran apoyo debido a la transición planetaria, todavía debemos llevar a cabo el trabajo requerido. Esto es un espiral exponencial que irá cada vez más rápido. Es conveniente para nuestra propia supervivencia que permanezcamos conectados al campo grupal, especialmente aquellos que aún están en procesos de purificación de los cuerpos inferiores.

El merkaba ascendente de grupo es absolutamente fundamental para permanecer estabilizados en el flujo del apoyo grupal.

Kuan Yin

Kuan Yin é a Bodhisattwa Celestial da Compaixão, é a mestra da hierarquia divina que trabalha na freqüência da Compaixão e Amor Incondicional.

Bodhisattwa é um ser humano que atingiu o estado de perfeição e ascensão, tendo se libertado da roda da reencarnação e do ciclo de samsara (ciclo de reencarnações sucessivas visando o aprendizado e ascensão do ser, relacionados a leia do karma- ação e reação).

Pode-se descrever Kuan Yin como a personificação da aspecto Yin da Criação; a Mãe Divina que ama incondicionalmente seus filhos, apesar de toda e qualquer falha, sem julgamentos e discriminações.

Atualmente ela é a senhora do karma, aquela que pode interceder favoravelmente no momento da morte e transição de qualquer ser senciente, diante do conselho karmico.

Na mitologia chinesa, Kuan Yin é conhecida como a Deusa da Compaixão e da Misericórdia. Ela existiu como pessoa, igual a todos nós e somente depois de sua morte foi transformada em Deusa.

Também conhecida como Quan’Am (no Vietnã), Kannon (no Japão), e Kanin (em Bali). Ela cobre as planícies alagadas do Oriente, do Egito à China. E é venerada em todo o mundo por milhões de pessoas, que a consideram o símbolo máximo da pureza espiritual.

Esta Deusa enquanto viveu, percorreu o mundo, viu muita dor e então, jurou proteger e amparar todos os humanos até que o último sofrimento acabe. A MESTRA KUAN YIN TORNOU-SE A INCORPORAÇÃO DA COMPAIXÃO. Ela nos diz que se você cantar seu mantra diariamente, cultivará a compaixão que curará o mundo das mais dolorosas feridas.

Kuan Yin, cujo nome significa “aquela que ouve os lamentos do mundo” é boddhisatva da Compaixão no budismo chinês. Ela vive em uma ilha paradisíaca de P’u T’o Shan, onde ouve todas nossas preces.

Todos que trabalham com sua energia, sabem o quanto ela é doce e sutil, mas também o quanto é poderosa. Somente a menção de Seu Nome alivia o sofrimento e as dificuldades. Mesmo tendo alcançado a iluminação, Ela optou por permanecer no mundo dos homens.

REPRESENTAÇÃO


Kuan Yin é representada com um dragão, pois ele é o símbolo mais antigo da alta espiritualidade, a sabedoria, a força e os poderes divinos de transformação.

Algumas vezes, Kuan Yin é representada como uma figura muito armada, tendo em cada mão um símbolo cósmico diferente ou expressando uma posição ritual específica (mudras). Isto caracteriza a Deusa como a fonte e alimento de todas as coisas. As mãos dela formam freqüentemente o Yoni Mudra, simbolizando o útero como a porta para entrada para este mundo pelo princípio feminino universal.

Outras vezes, Kuan Yin é representada sentada sobre uma flor de lótus. Nas pinturas dos artistas tibetanos, linhagens de Budas e homens santos também aparecem flutuando sobre flores de lótus – uma representação dos tronos da suprema espiritualidade. Nas escrituras budistas do Tibet, conta-se que o pequeno Buda já podia andar ao nascer e que, a cada passo, brotavam flores de lótus de suas pegadas – um sinal de sua origem divina. Hoje, muitos monges e fiéis dessa religião visualizam essa mesma cena enquanto caminham, imaginando que flores de lótus surgem debaixo de seus pés. Com essa prática meditativa, acreditam eles, estariam espalhando o amor e a compaixão de Buda simbolizados pela flor.

Na teologia Budista Kuan Yin é algumas vezes representada como capitã do “Barco da Salvação”, guiando as almas ao Paraíso Oeste de Amitabha, a Terra Pura, a terra das bençãos, onde as almas podem renascer para continuar recebendo instruções até alcançar a iluminação e a perfeição.

Ela é também uma das quatro Bodhisattvas (P’u-sa em chinês), junto com Samantabhadra, Kshitigorha (Di-cang) e Manjushiri (Wen-shu) e em seu aspecto masculino se identifica com o Bodhisattva Avalokiteshvara, a quem em Tibetano se chama Chenresi: “Quem ouve e chora o mundo”.

Mantra – OM MANI PADME HUM

Tradução: Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus. (O Lótus é o chakra).

Significa – Recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa.

Qualquer pessoa pode entoá-lo. Estando feliz ou triste, ao entoar o “Mani Mantra”, uma espontânea devoção surgirá em nossa mente e o grande caminho será fortemente realizado.

O mantra OM MANI PADME HUM, é fácil de pronunciar e poderoso pois contém a essência de todo o ensinamento.

O propósito de recitar este mantra é transformar o corpo impuro de suas palavras e mente, no puro e louvado corpo, palavra e mente de um Buda.

 

 

Benção de Kuan Yin

Que a misericórdia e a bondade divina estejam sempre em seu coração!

Um abraço, Denise Mercer.